#Já provei

Heat Firehouse traz o famoso American Barbecue para o Rio

beijo-01

Inspirado nos churrascos norte americanos, o Grupo 14Zero3 lança seu sexto (genteeeee, eles já têm seis restaurantes no Rio!) restaurante em solo carioca. O mais novo queridinho do Instagram fica na Conde Bernardotte, no Leblon, vizinho ao Chez Claude. O Heat Firehouse  chegou prometendo surpreender com ambiente super bacana: a varanda externa é  climatizada e tem um balcão ótimo para uma parada mais informal. E tudo isso com o dedo mágico do chef executivo Elia Schramm.

Os pratos, com preparos artesanais, combinam uma seleção de temperos e especiarias, para  peças defumadas, que despertam o paladar da galera. Vale destacar que essa é a primeira casa carioca a oferecer a técnica de defumação em diferentes tipos de carne. Confesso que foi a parte que mais me chamou atenção, e foi nela que fui fundo com a família na comemoração dos 18 anos da minha caçula.

Ah, para quem curte uns bons drinks a casa traz uma novidade: o bar de bourbon com sugestões para harmonizar com os pratos e proporcionar inesquecível experiência. Não chegamos a experimentar, mas vimos aprovação em mesas à nossa volta que não resistiram. Sim, rolou um Moscow Mule (tá virando mania e preferência das minhas meninas) e um chopp da casa.

Vamos ao que interessa? As opções de entradas são super variadas e inclui até nachos. Mas pedimos os seguintes pratos:

. Mac n’ Cheese Sausage – esperas crocantes de mac n’ Cheese com dip cremoso de cheddar. Delícia!!! Eu super curti.

. Garlic Brioche – Pão de brioche com manteiga de alho e grana padano. Fofinho e no ponto. Já tinha ouvido falar de excesso de manteiga, mas o meu estava MARA!

. Pullet Pork Croquet – Croquete de carne de porco defumada com molho aioli. Ah, isso é um vício. SEM OR, que croquete é esse? Não torcendo contra (jamais), mas se tudo der errado, monta uma lojinha só de croquete que vai ser muito sucesso… misericórdia de bom.

. Homeland Sausage – linguiça suína fatiada com limão e molho barbecue. Curti!

. Rio Sausage – linguiça de costela bovina. Curti também.

Ambas as linguiças estavam gostosas, no ponto exato, mas sem provocar suspiros. Cumprem bem o seu papel. De repente, penso aqui com meus botões: se eu tivesse pedido as linguiças  com o pão de alho poderia ter tido outra percepção.

Já bem felizinhos e, quase satisfeitos, não resistimos a nos embrenhar pelos pratos principais:

Dois Pulled Pork e um Brontossaurus – 1,2 kg de costela bovina (recomendam dividir para 3 pessoas). Mas éramos nove e deu super certo porque já tínhamos beliscado bem e pedimos vários acompanhamentos, que são à parte. Mas deixado espaço para a sobremesa, claro!!!

. Garlic Broccoli – brócolis salteado no alho e azeite.

. Biro Biro Rice – arroz maluco com bacon, batata palha e ovo

. Scrambble Eggs Farofa – farofa de ovos

. Aligot Trufado – purê de batatas com queijo e azeite trufado.

. Coleslaw – típica salada de repolho americana (ela ainda vem como um pequenino acompanhamento nos pratos de carne)

Destaque master para esse aligot. Garrei amor, hein? O Pulled Pork estava sensacional e o Brontossauros PERFEITO… suculento e macio, e com um sabor incrível. Tipo assim de comer ajoelhado, como suspira mammy diante de uma comida irresistível – rs. Confesso que se tivéssemos pedido outro, acho que ainda comeríamos mais uma metade e levaria o restante para casa – usando aquela máxima de que tudo se reaproveita!

 

De sobremesa, pedimos um Banana Pudding (banana assada, creme de baunilha, crumble e chantilly), um Chocolate Fudge Cake (bolo de chocolate em camadas com calda fudge) e um Peanut Pudding (pudim de manteiga de amendoim com crumble de pé de moleque) – essa é meu número já que amo manteiga de amendoim. Apesar de ser pudim (quem me conhece sabe que não como), ele tem uma consistência mais encorpada. Eu garrei amor.

Amei todas as sobremesas, mas o Fudge Cake é mais meio amargo, então a minha galera não se apaixonou. Quem sabe com uma calda de caramelo salgado ele dê uma quebrada? Sei lá, por mim estava delicioso, mas sei que a maioria não é muito fã de um chocolate mais intenso.

Um espresso fechou esse mega almoço, que fez toda a família muito, muito feliz!

Dicas:

  1. Tente ir em grupo. Nem que sejam dois casais ou 4/5 amigos. A experiência será mais incrível pela variedade que poderão provar.
  2. Eles fazem reserva! Aproveite isso e não passe perrengue. Quem conhece os restaurantes do Grupo sabe que filas são algo bem comum.
  3. O cardápio ainda tem saladas, massas e sanduíches bem no estilo americano, que me deixaram babando e querendo voltar. Então, não estranhem se virem o Heat novamente no feed ?
  4. Guarde um espaço para a sobremesa. A maioria delas é grande, mas vale a pena pedir e compartilhar.
  5. Sintam-se à vontade para levar seu próprio vinho, pois eles não cobram rolha. Curtiram?

Urukum: união da excelente gastronomia com uma vista belíssima

Card_Blog2018_Urukum

O Restaurante Urukum, como o próprio nome já diz, é de culinária brasileira. Cozinha totalmente autoral e recém-assumida pelo Chef Jefferson Pacheco, que já teve passagem pelo Yumê e assinou o cardápio do recém-fechado Guy que tanto frequentei, ali na Fonte da Saudade. Como morei nos arredores por muitos anos, era ali que batia ponto com a família, final de semana sim, final de semana não?.

O clima do local é super descontraído. Um bar montado do salão oferece uma carta de drinques que alterna os clássicos com os originais da casa.

Tão logo chegamos, fomos recebidos com um absurdamente delicioso Couvert da Casa: patê de queijo com nozes, patê de salmão com geleia de frutas silvestres e manteiga de ervas finas, acompanhado de torradas. Gente, tenho de confessar: viciante demais!

Se há algo que curto é uma cortesia bacana. No Urukum, essa delicadeza varia conforme o dia. Tive a sorte de ser brindada com um Veluté de baroa com grana padano. Simplesmente delicioso!

Em seguida, pedi Gravlax porque sou muito apaixonada. Estou falando de um salmão marinado, acompanhado de mix de folhas e mousse de limão siciliano e linguine de chuchu. Mas vocês pensam que parei aqui? Não, não, não, não… rs. Caí de amores em um Medalhão de Berinjela com Quinoa – berinjela assada e acompanhada de quinoa temperada. No estilo tabule, é servida com molho de pasta de gergelim.

Agora, vamos aos pratos principais degustados?

. Moqueca Urukum – preparada na panela de barro com peixe e camarões, azeite de urukum e especiarias. Com arroz branco, pirão e farofa de dendê.

. Medalhão à moda Urukum – filé mignon com crosta de castanha do Pará, gratino de batata, molho madeira, poivre ou de vinho. Escolhi o madeira e não me arrependi. Ponto da carne perfeito.

A sobremesa escolhida foi o Prestigioso – bolinho de tapioca com coco, recheado com chocolate, frito e servido sobre ganache de chocolate e lascas de coco. Óbvio que um espresso fechou meu almoço maravilhoso!

Acreditem que ainda ganhei um canudinho com beijinho ❤️?

Destaque para o atendimento perfeito e para a delicadeza do Chef. Super gentil e educado, se fez presente nos momentos perfeitos e com muito carisma. Isso com certeza fez uma diferença gigantesca na minha experiência.

Ah, o restaurante é Pet Friendly!!!!

Restaurante Urukum
Av. Infante Dom Henrique, s/n – Glória
(21) 2556-1201
Estacionamento rotativo

Del Plin, a culinária do Piemonte no Village Mall

CardBlog

No meio do Village Mall, tem um restaurante com cozinha subterrânea da qual saem pratos da culinária franco-italiana, mais precisamente da região de Piemonte, na Itália.

A origem do nome do restaurante vem de um dos pratos mais clássicos da culinária do Piemonte, o ravioli recheado. Plin vem de pizzicari, que quer dizer ‘beliscar’ e remete ao modo como é feita a massa, uma vez que para fechá-la é necessário dar ‘beliscões’ para chegar ao formato ideal.

Hoje, após algum tempo da inauguração, percebo que ele se tornou um restaurante para todos os momentos. Seja para um almoço, happy hour ou jantar. Digo isso porque já fui em dois momentos e ambos foram ótimos. Mas, vamos ao meu almoço! Começamos com o Couvert Del Plin – pães especias da Casa Carandaí, acompanhado de manteiga com flor de sal, geleia de tomate e queijo de cabra. Não surpreende, mas isso não significa que seja ruim. Sempre vale para quem curte pedir algo para beliscar e pular a entrada, mas aqui a gente trabalha com todas as etapas, hahahahaha.

De entrada, escolhemos:
. Steak Tartare – carne bovina crua temperada, picada na ponta da faca e acompanhada de batatas rústicas. Estava bem ótimo. As fritas sequinhas e quentes ornaram demais.
. Arancini Brasiliani – bolinhos de tapioca com espinafre. BABADO REAL!!! Peçam sem medo. Agora, vamos aos pratos principais?
. Ravioli Di Fontina Alla Crema Di Tartufo Nero – raviólis recheados com queijo fontina ao creme de trufa negra, porcini seco e cogumelos frescos. Apaixonadaaaaaaa. Acho q comeria uma vez por semana, rs.

Minha amiga pediu a Pasta Con Piselli e Panceta – linguine com fonduta de grana padano, ervilha fresca, panceta e crocante de parmesão. Estava bem executado, gostoso.

Ainda rolou uma Degustazione Del Plin – pequenos raviólis típicos da região do Piemonte – França/Zucca/Clássico. Perfeitos! E eu sou a pessoa mais chata com ravióli. Muitas vezes me decepcionei, mas em muitas fui feliz Como no Del Plin.

Fechamos com a Torta Miele: Bolo pão de mel recheado com doce leite, coberto com chocolate e sorvete de leite. Aff, que coisa boa!

Ah, dessa vez não fiquei só na água! Pedi dois drinks sem álcool, o Del Plin Miele: mel, coentro, suco de limão, suco de abacaxi e água tônica. E um drink, também sem álcool, de morango, abacaxi, água tônica e suco de laranja. Ah! Rolou também um Mate da casa (limão, melado da cana, gengibre e hortelã). Todos deliciosos!

Aproveito e deixo aqui a dica para as casas investirem mais em drinks bacanas e sem álcool. Vou dar dois motivos: pessoas que não bebem (sim, elas existem e se sentem excluídas!) e quem está dirigindo e não quer ficar só no refrigerante/água/suco.

Restaurante Del Plin
VillageMall – Piso L1
Av. das Américas, 3900 – Barra 

Tel.: 3003-4177